domingo, 1 de junho de 2008

O professor de desejo

O meu professor de desejo
ensinou-me, sorrateiro,
tudo que é espécie de beijo:
assim, assado, ensopado,
beijo bom, beijo assanhado,
e beijo bem embeiçado,
beijo longo, arrepiado,
beijo cuspido e escarrado,
e o melhor beijo, o beijado
macio, desenfreado,
sem breque, sem segurança,
um grande beijo roubado:
começa na minha trança,
termina ¨Deus sabe aonde¨...
E o beijo mais sussurado,
beijo falado, gritado,
beijo úmido, molhado...
Ah, meu doce professor,
meu carinho, meu amor,...
Nós só ficamos no beijo
p"ro resto, faltou coragem.
(Para o resto da viagem).
Ele partiu, se sumiu,
me repartiu de saudade.
Formiguinhas pela bôca,
me deixou a alma ôca.
Fiquei triste, que maldade...

2 comentários:

Anônimo disse...

Puxa vida! Eu também quero um professor assim!

marcela p. disse...

§

Discordo do anônimo!
Eu queria um que não fosse embora...

§